4 formas de aumentar a inadimplência da instituição de ensino

Erros de Gestão: Como eles impulsionam a inadimplência nas escolas

A inadimplência das instituições de ensino está aumentando ano após e ano e muitos gestores não sabem mais o que fazer para diminui-la.

Segundo a advogada Agnes Kuviatkovski, do escritório AK Advocacia, 4 erros têm massacrado as chances de diminuir este problema e tornando-o frequente e maior a cada que passa:

CADASTRO – O cadastro incompleto do aluno impacta tanto na qualidade escolar, quanto na recuperação de crédito. Quando os dados essenciais não são solicitados no ato da contratação, acaba demonstrando para o aluno e seus pais que a instituição não tem o cuidado com a qualidade de seus serviços, quando por exemplo: um aluno precisa de cuidados médicos em razão de um acidente e a instituição não consegue contactar estes pais, porque deixou de pedir o telefone de contato dos genitores, além de perder o aluno também pode ter sérios problemas em receber o valor das mensalidades atrasadas.

FALTA DE INFORMAÇOES – O ato da matrícula/rematrícula é o momento certo para informar aos pais ou aluno como será esta relação ao longo do ano ou do semestre, não apenas questões de horários e carga horária de aulas, mas principalmente questões de valores, descontos, atrasos de pagamento, a forma como este valor será corrigido e as abordagens que serão usadas para cobrar este valor em caso de atraso, mesmo que aquele seja um pai/aluno que seja um cliente de anos. Isso porque a relação entre instituição e pais/aluno deve ser transparente, para que eles se sintam seguros e tenham plena ciência do que acontecerá em casos de atrasos e inadimplência. A ausência de dados pode também acarretar maior de tempo dispendido e custas processuais, quando este valor for cobrado judicialmente, podendo levar anos só para localizar os pais ou aluno para que ele seja citado.

DESCONTOS – É muito comum o gestor receber pais que só o procuram na rematrícula para pedir descontos para pagar os valores inadimplentes. Este acolhimento do gestor, ao invés de ajudar acaba desmotivando aos que pagam pontualmente e incentiva os que pagam sempre em atraso a continuar com esta cultura de atrasos e inadimplências, além de ocupar o tempo do gestor enquanto poderia estar investindo na qualidade educacional.

GESTÃO DA INADIMPLÊNCIA – Se a instituição não separa o que é valor em atraso e o que é valor inadimplente e não aplica formas diferenciadas de cobrança para cada um, existe um sinal de alerta gravíssimo, pois certamente a instituição de ensino não sabe o real montante da sua carteira de inadimplência. Trabalhando desta forma, além de trabalhar no escuro o gestor colaborará para que este valor aumente ainda mais.

Para que a instituição tenha sucesso na diminuição de sua inadimplência é essencial que exista uma padronização da atuação do agente que vai fazer a cobrança dos valores em atraso e inadimplentes, além de estabelecer uma separação dos papéis e funções dentro da instituição. A terceirização dos serviços de recuperação ajudar a conseguir este resultado.

Identificou alguns dos erros acima aí na sua instituição? Então saiba que passou da hora de procurar ajuda de um serviço especializado.

** A opinião expressa neste texto não é necessariamente a mesma deste site de notícias.

© 2023 Fashion Like | A reprodução deste conteúdo é estritamente proibida sem autorização prévia.