Lilian Pedro lança livro de poemas no Cittá América

No dia 11 de junho, às 16h, a professora Lilian Pedro receberá seus amigos, leitores e familiares para o lançamento do livro de poemas “Suspiros de Mulher”, publicado sob o selo da Editora Proverbo. O evento acontecerá no bar Cordillera, no Cittá América.

            A viúva Lilian Pedro, que é formada em Português/Literatura e professora concursada da rede Estadual de Ensino, lança seu primeiro livro nesta data. “Acredito que todo sonho pode e deve virar realidade! Por isso minha felicidade é gigantesca ao realizar este sonho incrível que é lançar meu livro.” Explica ela.

            O poeta reflete sua alma no papel que recebe o texto, e assim são os poemas de Lilian: marcados pelos acontecimentos vividos, trazem o tom de uma caminhada deliciosamente experimentada e bem-vivida. A obra também está a disposição em ebook kindle.

Tempo

Quem és tu?

Longo, curto ou médio

Quiçá, sabedor de tudo,

De todos resolve!

Apaga, a ti nos rendemos.

 

És tu, força maior.

Independente de nós,

O tempo és…

A obra pode, também, ser adquirida através do instagram @suspirosdemulher.livro.

O Cordillera fica na Avenida das Américas 700 bl 8 lj 107 B/C

Sobre Lilian Pedro

Lilian Pedro da Silva Bastos é professora formada em Português/Literatura, viúva, tia de Louíse Pedro Barros e Pedro da Costa Lima.

Os seus primeiros poemas foram escritos na adolescência e guardados até bem pouco tempo. Todavia a prática da leitura e do encantamento pela poesia se intensificou durante o curso de licenciatura onde ficava embevecida com os poemas de  Fernando Pessoa. Aprovada em concurso público por três vezes. Em 1992 ingressou na rede Estadual de Educação. Pós-graduada em psicopedagogia pode, ainda mais, elaborar projetos que incentivariam o prazer  pela leitura. Um destes projetos foi colocado em prática no ano de 2000, no colégio Stella Maris, onde trabalhou por sete anos, estendendo-se ao Colégio Estadual  André  Maurrois, onde trabalhou por mais de 20 anos. Neste projeto o  mais interessante era o clímax, que se transformava em um Sarau, atividade artística e cultural muito vivenciada no passado, e que os alunos adoravam, porque não havia a obrigatoriedade em ler uma obra para serem avaliados com nota e sim envolvimento  no  processo de criação de músicas, poemas, coreografias após meses de pesquisas direcionada por ela.

** Este texto não necessariamente reflete, a opinião deste portal