Por que os brasileiros investem em Portugal?

Entenda as vantagens de abrir empresa no país e como ele oferece maior segurança política e econômica

Os investimentos diretos de empresários brasileiros em Portugal registraram um marcante aumento, alcançando aproximadamente R$ 28 bilhões (€ 5,3 bilhões) de janeiro a setembro de 2023. Esses números, divulgados pelo Banco de Portugal e pela AICEP – Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal, indicam um crescimento de 10% em comparação ao mesmo período de 2022, onde o investimento foi de cerca de 4,8 mil milhões de euros. De qualquer maneira, do total de 2023, 74,9% originaram-se diretamente do Brasil, enquanto 21,1% vieram de empresas brasileiras localizadas na Espanha, sublinhando a diversificação e a expansão geográfica dos investimentos brasileiros em território português.

De acordo com Leônia Pinheiro, sócia diretora da CV Assessoria Internacional, empresa especializada em assessoria em imigração, nacionalidade e negócios internacionais, no panorama atual da economia global, investir internacionalmente nunca foi tão atraente, especialmente em países como Portugal, que oferece um ambiente estável e um alto padrão de vida. “Este cenário acaba contrastando marcadamente com os desafios e riscos associados ao investimento no Brasil, que incluem volatilidade política, fiscal e econômica. A procura por segurança, estabilidade e oportunidades de crescimento leva investidores a considerar seriamente a opção de colocar seu dinheiro em terras lusitanas como uma alternativa viável e estratégica”, explica.

A escolha pelo país vai além das belas paisagens e da qualidade de vida. A região oferece um regime fiscal favorável para investidores estrangeiros, programas de investimento, residência e a possibilidade de obter a cidadania europeia por meio do tempo vivendo no local, o que abre portas para um mercado vasto e diversificado. Em resumo, há benefícios práticos e financeiros, mas também um potencial de mobilidade e acesso a mercados que acompanham a obtenção da nacionalidade portuguesa.

“Investir em Portugal, portanto, não é apenas uma questão de retorno financeiro. É também uma estratégia de planejamento familiar e pessoal que oferece segurança jurídica e acesso a um estilo de vida de alta qualidade”, comenta a especialista. Além disso, a nacionalidade portuguesa pode ser adquirida através de diversos meios, como demonstração de laços históricos ou familiares e o próprio investimento direto no país, desde que residindo. Isso proporciona uma rota clara e regulamentada para aqueles que buscam diversificar seus negócios e proteger seus ativos.

Em contrapartida, os riscos de investir no Brasil, embora possam oferecer altos retornos, incluem a complexidade do sistema tributário, burocracia e incerteza regulatória. “Isso não significa que o Brasil deva ser completamente descartado como destino de investimento, mas sim que a diversificação internacional, especialmente em países com ambientes de investimento mais estáveis como Portugal, é uma estratégia prudente”, pontua Leônia.

Sobre Leônia Pinheiro 

Leônia Pinheiro é uma empresária com uma sólida formação em Economia e Marketing, que acumulou 20 anos de experiência no mercado financeiro e administrativo no Brasil, trabalhando em multinacionais de renome como ABN Amro Bank, Redecard, Distribuidor Norsa da Coca-Cola Portugal e Buhmara & Romero Consultoria de Marketing. Em seguida, mudou-se para Portugal, onde desempenhou funções importantes, incluindo o cargo de Sócia Diretora na empresa Portugalle Consultoria Internacional desde 2018, bem como na CV Assessoria Internacional. Ao longo de sua trajetória profissional, Leônia assumiu cargos de coordenação e gestão de equipe e processos.

Sobre a CV Assessoria Internacional

A CV Assessoria Internacional é uma empresa especializada em imigração, nacionalidade e negócios internacionais, fundada com o objetivo de auxiliar seus clientes a concretizar seus sonhos de trabalhar, investir ou residir no exterior.

Para obter mais informações, acesse o site da CV Assessoria Internacional ou o Instagram.

** A opinião expressa neste texto não é necessariamente a mesma deste site de notícias.

© 2023 Fashion Like | A reprodução deste conteúdo é estritamente proibida sem autorização prévia.