R$2,25 bilhões é o valor total de débitos dos microempreendedores individuais (MEI), segundo a Receita Federal

Em meio ao cenário empreendedor do Brasil, o status de microempreendedor individual (MEI) se tornou uma opção popular para milhões de brasileiros que buscam formalizar suas atividades comerciais. No entanto, com essa formalização vêm responsabilidades fiscais e regulatórias que exigem atenção e cuidado por parte dos MEIs, como o pagamento do boleto DAS e a Declaração Anual

Para evitar pendências e dívidas em seu registro de MEI, é fundamental adotar medidas preventivas desde o início. Manter-se atualizado com todas as obrigações fiscais, como o pagamento mensal do DAS-MEI, é essencial para evitar problemas futuros. Além disso, manter registros financeiros claros e organizados e emitir notas fiscais para todas as transações comerciais são práticas recomendadas para manter a conformidade com a legislação.

No entanto, mesmo com todas as precauções, pode haver situações em que um MEI se encontre com pendências ou dívidas em seu registro. Nestes casos, é importante agir rapidamente para resolver a situação e evitar consequências mais graves. Plataformas como o MEI Federal oferecem o serviço de Regularizar MEI e podem ajudar os MEIs a identificar e resolver problemas relacionados à sua situação de forma eficiente.

“Vimos no mercado que a maior dor dos microempreendedores individuais era relacionada à parte burocrática e é exatamente nessa parte que a plataforma busca atuar.”, conta Patrícia Leal, a criadora do MEI Federal.

Declaração Anual: https://imeifederal.com.br/formulario/declaracao-anual

Regularizar MEI: https://imeifederal.com.br/formulario/regularizar-mei 

** A opinião expressa neste texto não é necessariamente a mesma deste site de notícias.

© 2023 Fashion Like | A reprodução deste conteúdo é estritamente proibida sem autorização prévia.