Vacina para bronquite asmática no Rio de Janeiro

A bronquite é uma inflamação dos brônquios e pode ocorrer por duas razões: devido à inalação de substâncias nocivas ou devido ao efeito de agentes virais e bacteriológicos.

Sua característica é criar um excesso de muco que é difícil de excretar.

Quando a infecção também está associada ao chamado broncoespasmo, então temos a bronquite asmática, já que o broncoespasmo é um dos sintomas da própria asma.

A bronquite asmática caracteriza-se, portanto, pela dificuldade de expelir o muco e fleuma produzidos devido à infecção dos brônquios. Pode ser tratada por um alergista no Rio de Janeiro.

Quer saber mais sobre a bronquite asmática? Aqui você vai descobrir os sintomas da bronquite, fatores de risco e onde você pode tomar sua vacina para bronquite no Rio de Janeiro

O que é bronquite asmática?

Para entender o que a bronquite asmática pode significar, é necessário entender primeiro a asma e a bronquite, ambos diagnósticos oficiais e doenças separadas.

Ambos envolvem inflamação ou inchaço nas vias aéreas, e, especificamente, ambos podem afetar os tubos brônquicos, o túnel de ar dentro e fora de seus pulmões.

Em ambos os casos, o processo subjacente é a inflamação nas vias aéreas. Mas essa inflamação é causada por coisas diferentes.

O tipo mais comum de asma é a asma alérgica. É quando uma alergia (digamos pólen, mofo, pelos de animais, ou dezenas de outras coisas) faz com que as vias aéreas se estreitem, o que desencadeia sintomas.

Os sintomas clássicos da asma são chiados, aperto no peito, falta de ar e tosse.

Pessoas com asma alérgica podem ser capazes de prevenir episódios evitando coisas a que são alérgicas.

A bronquite crônica, por outro lado, é definida como uma tosse crônica com escarro. É frequentemente encontrada em pessoas que são ou foram fumantes, ou que foram expostas a outros irritantes.

Mesmo que bronquite e asma sejam doenças separadas, pessoas com asma certamente podem ter bronquite — especialmente a forma aguda — como qualquer outra pessoa.

A bronquite ativa a asma, ocasionando a bronquite asmática.

Quais são os sintomas da bronquite asmática?

Os sintomas da bronquite asmática são:

  • Dispneia (dificuldade para respirar);
  • Tosse seca e picada que não cria alívio;
  • Dor nos músculos respiratórios;
  • Dor e queimação no peito;
  • Nariz abafado.

Todos esses sintomas serão avaliados pelo médico.

Se não tratada, de fato, os sintomas da bronquite asmática podem piorar, a ponto de dificultar a respiração.

O que evitar para não piorar a bronquite asmática?

Prevenir bronquite alérgica geralmente envolve evitar irritantes, como vapores químicos, poeira e poluição do ar.

A prevenção da bronquite asmática inclui tanto evitar gatilhos quanto gerenciar sua asma subjacente de acordo com o plano desenvolvido com seu médico.

A fumaça do cigarro é uma das principais causas de bronquite alérgica, por isso parar de fumar, ou não começar, é uma das melhores maneiras de prevenir a condição.

Se alérgenos ao ar livre, incluindo pólen ou mofo, tendem a causar bronquite alérgica, você pode fazer o uso de uma máscara ao realizar o trabalho no quintal.

Isso também pode prevenir sintomas.

Existem fatores de risco que podem aumentar as chances de ter bronquite asmática e que pioram os sintomas quando a bronquite já está presente.

Esses fatores a serem evitados são:

 

  • Fumaça;
  • Ambientes secos e muito empoeirados;
  • Poluição do ar;
  • Infecções anteriores.

Portanto, é bom não fumar durante um ataque de bronquite asmática, fazer uso de máscaras se você tiver que andar a pé em cidades poluídas e não negligenciar outras doenças que podem, com o tempo, piorar.

É importante que os quartos, principalmente o quarto, não tenham ar seco.

Esses fatores de risco podem promover a bronquite e asma

Como certas circunstâncias e condições são particularmente comuns em asmáticos, são considerados fatores de risco – especialmente para asma alérgica:

  • Ocorrência familiar: Asma e/ou certas alergias, como febre do feno ou neurodermatite, também afetam ou afetaram os familiares.
  • Peso ao nascer: Crianças com baixo peso ao nascer são mais propensas a desenvolver asma do que crianças que tinham peso normal ao nascer.
  • Doenças na infância: Crianças com alergias, neurodermatite, coceira recorrente na pele (eczema) também são mais propensas a desenvolver asma.

●      Tabagismo: Crianças cujos pais, e especialmente suas mães, fumam são mais propensas a desenvolver asma do que filhos de pais que não fumam. Este fator de risco se aplica a todos os asmáticos.

●      Higiene: Medidas exageradas de higiene promovem o desenvolvimento de alergias e promovem a asma.

●      Vírus: Infecções frequentes causadas por vírus desconhecidos ou novos podem desencadear asma não alérgica.

●      Fórmula infantil: Desmamar precocemente o bebê aumenta a probabilidade de asma mais tarde na vida.

Vacina para tratar a bronquite asmática no Rio de Janeiro

As vacinas alérgicas são um tratamento de imunoterapia cujo objetivo é reduzir ou eliminar a sensibilidade de uma pessoa a alérgenos que causam reações alérgicas como:

  • Rinite;
  • Conjuntivite;
  • Asma, etc.

Quando não é possível evitar o contato direto com ela como acontece, com alimentos, metais, medicamentos, certas substâncias químicas, etc.

Esse tipo de tratamento baseia-se na administração repetida do paciente ao alérgeno correspondente por um longo período (o tratamento pode durar até três anos).

Esse tratamento é feito de tal forma para aumentar progressivamente sua tolerância ao alérgeno, reduzindo assim a intensidade dos sintomas e podendo desaparecer quando o tratamento é concluído.

Quais médicos e clínicas são especializados em bronquite asmática no Rio de Janeiro?

A especialidade médica que trata do diagnóstico e tratamento da asma brônquica é chamada de alergologia.

Caso você esteja com algum sintoma ou suspeita de bronquite asmática, você pode ir até a Clínica Brasil Sem Alergia no Rio de Janeiro.

A clínica possui unidades em Duque de Caxias, Nova Iguaçu, Realengo, Itaguaí – RJ, Iguaba Grande – RJ (Cruz Vermelha) e Unidade Xerém.

Lá você poderá tomar vacina para alergia injetável ou vacina para alergia sublingual para o tratamento da não só da asma, mas também de outras alergias em geral.

Para conhecer mais acesse o site ou entre em contato para marcar uma consulta no Telefone: +55 (21) 4063-8720 ou WhatsApp: +55 (21) 99374-2042.

** Este texto não necessariamente reflete, a opinião deste portal